sexta-feira, 1 de junho de 2012

Tem dias...



Dias que ao levantar, me desconheço. Ao me olhar no espelho,pergunto em tom de voz de poucos amigos:
_Quem é você? Porque me assombra?Daí reconheço meu cabelo desarrumado, minha cara amassada e meu corpo cansado.Ao me encontrar com essa senhorinha indesejada,procuro por um banho para ver se as imagens que dançam como pequenos monstrinhos,saem da minha cabeça e me tragam personagens de contos de fadas.Bela adormecida,Branca de neve ,a Bela sem a fera e assim viver um dia de fábulas.
A única coisa que consigo com esse banho quente, é um despertar mais energético e rápido.
Escolho uma roupa bonita para disfarçar. Desenho com um lápis preto, procurando os melhores ângulos, um contorno para os olhos. Um pouco de cor nas maçãs do rosto para torná-las mais apetitosas. Um batom para delinear os lábios que sumiram e, assim ganharem uma aparência de renascimento.
O salto alto, vem para levantar literalmente o astral, dando um aspecto mais jovial,(afinal só as mais jovens conseguem equilibrar-se em arranha céus).
Com toda essa construção, saio lampeira para o trabalho e com o passar das horas, quando toda essa informação visual passou,desapareceu,passo a ser a mesma mulher vivendo a etapa final dos seus cinquenta.
AH! Mas nem sempre é assim.
Que dia ensolarado,quando ao acordar, percebo meu rosto mais vibrante. É como se todo o meu rosto combinasse entre si de se harmonizar..Olhos com a boca,nariz querendo participar se arrebita,os cabelos rebeldes dão uma trégua ,o corpo cheio de força se espreguiça e então uma nova personagem entra em cena para protagonizar alguns capítulos.
Encaro o espelho com mais profundidade e mais demoradamente para poder usufruir dessa recompensa. Sem medo converso com ele e pausadamente digo:
_Segura menina que o dia é seu. Saio toda colorida e perfumada para viver entusiasmadamente o que a natureza esqueceu-se de recolher por uns momentos. Dou início a uma nova história, com minha personagem preferia, amada; a moça nos seus quarenta e...
E assim passam-se os dias, na expectativa que ela fique pra sempre, mas cada vez mais a moça vai desaparecendo com suas visitas antes diárias. Fico eu aqui do outro lado do espelho, esperando que ela volte e me brinde novamente com sua energia.Quando por fim ela não vier mais me visitar,vou aprender a amar aquela senhorinha e agradecer pelo aprendizado que cada cabelinho branco lhe trouxe.

8 comentários:

  1. Lindo, tia amada! Mas vejo sempre a moça em você!!!
    giuli

    ResponderExcluir
  2. A relacao entre a senhorinha e seu espelho é fundamental, afinal, é ela que cria a imagem, e pode ser ruim ou boa.
    Se você se vê como realmente é, chegou num patamar de maturidade total (porque muitos 50toes/tonas ainda nao se perceberam); e ao mesmo tempo, a responsabilidade que temos com nós mesmos em criar um personagem saudável mental e emocional e a relacao dele com esse processo é decisiva.

    Ah Eva, bonito ver uma mulher assim em plena completude, e passa a impressao que está assim, parabéns!

    ResponderExcluir
  3. querida Ju e Cris...obrigada pela atenção e participação.Gi, vc ainda é muito novinha só sentirá isso quando for muito mais velha...aproveita toda sua juventude...amo vc querida.
    C.....trocar a imagem que fazemos de nós mesmas é dificil,. fica mais facil seguir....e é aí onde muitos se perdem no ridículo ou pior, deixam de aproveitar a parte boa da maturidade.....(será)?....rsrsrssr...beijokas pra vc querida

    ResponderExcluir
  4. Ah Eva que lindo domingo vir aqui e me deslumbrar com seu texto tão autobiográrafico e tão de todas nós mulheres!!!

    As frutas maduras são as mais chamativas e apetitosas por elas se brigam nas feiras e nos pés.... bjks!! amiga adorei!

    ResponderExcluir
  5. nao acredito nao acredito nao acredito

    tu é linda sempre!! até mesmo logo apos acordar... nem vem que nao tem, nao acredito em ti :-)

    ResponderExcluir
  6. Nina vc é fofa.....mas essas visitas acontecm e não tem como fugir heheheheh....mas felizmente ainda duram pouco....beijokas e obrigada pela participação

    ResponderExcluir
  7. Isso não é privilégio da quinta década! Partilho das mesmas estranhezas e euforias. Cada dia nos traz um novo olhar sobre nós mesmas. =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fernandinha......acho que nós compartilhamos muitas experiencias parecidas....não estranho que essa seja mais uma delas, mas que a minha senhorinha é mais velha que a tua isso é....rsrsrsrs...abração para vc menina e boa semana

      Excluir