segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Limite



Certas coisas não vão mudar. Mesmo que tente quantas forem as minhas aspirações... Tenho limites operacionais e não consigo navegar com uma lancha na minha poça de água... Quem sabe um baquinho de papel. Isso não é uma desistência muito menos um sinal de derrota, mas o entendimento do meu perímetro intelectual.
Como um mantra que com sua sonoridade espalha uma energia positiva, articulo palavras que me inspiram a prosseguir. Não estou num repouso vegetativo, embora meu sistema simpático contrabalance perfeitamente com o parassimpático, me dando uma aparente inércia nas atitudes que tomo. Se for preciso calar,eu calo.
Vivo dentro de um milagre ,com funções autônomas que circula,pulsa, respira e cria. Como manter uma dúvida sobre o poder de um criador?
Nele vou depositar meu tempo. Não pedindo imunidade, mas coragem para enfrentar os leões da minha arena.
Os temores tentam ostentar uma bandeira negra ,pirata, capaz de coibir a luz do sol, mas guardo do meu lado esquerdo uma luz continua que não me deixa esquecer o seu amor por nós. E com ela começo meu dia
Segue a batalha, com meus limites reconhecidos, com meus sonhos não sonhados, com minha fé polida com aço.
Bom dia terra



20 comentários:

  1. Câmbio! rs
    Parece uma mensagem extraterreste de uma esfinge enigmática e irreconhecivel, que precisa de código mor.
    Gostei!

    ResponderExcluir
  2. hahahaha...C. amei seu recadinho....me senti um alienigena.....muito bom.beijokas e obrigada pelo recadinho...

    ResponderExcluir
  3. Eva,

    Tem dias que a gente acorda achando que não vai dar conta. Mas se dermos uma olhadinha para tras veremos o quanto ja foi feito, o quanto evoluimos.
    Fomos feitos para enfrentarmos os desafios e temos mesmo que dar graças aos ceus por nos terem dado a capacidade de supera-los.

    bjo

    ResponderExcluir
  4. Nossa Evaaaaa! Achei que é um desabafo de muitas indas e vindas esse texto.. a pessoa está em um barquinho de papel não está a deriva mas é fragil e mesmo asssim se mantem intacta na água...

    Interessante... eu queria ter fé de aço escovado rss, mas ando em recaida... bjo

    ResponderExcluir
  5. Caramba, que post maravilhoso. Sou eu???

    Beijocas!
    Bia

    ResponderExcluir
  6. Obrigada Lufe,Juju e Bibia pelos comentários....abraços para vcs.Acho que todos nós temos dias asimm ne?rsrsrbeijokas

    ResponderExcluir
  7. Maravilhoso!!!!!!! fiquei lendo e pensando, uau, essa Eva sabe colocar em palavras bonitas td aquilo que eu penso mas nao saberia escrever.

    Eva meu amor!!! como vai? Tava com saudade de ti, chegamos em casa depois de longas férias, ufa, mt o que fazer por aqui, muito mesmo.

    Passei pra ti deixar um beijao

    ResponderExcluir
  8. Oi Amiga, trocar marido? KKK
    Olha num bota na roda de trocas não, que vai que alguém se interessa? rsrsrs

    Amiga, o que vc não entendeu no post?
    É uma troquinha mesmo....vc troca com outra seu prêmio, tipo um amigo secreto, só que com abertura de escolha... e depois envia via correios, a parte do FRET é por conta de vocês!

    beijos

    ResponderExcluir
  9. Essa luz do lado esquerdo é tudo p mim tb. Sem Ele nada somos. Amiga, aproveitei a tua deixa e postei uns calçados brancos lá no blog. Bjokas.

    ResponderExcluir
  10. Oi Evinha como é comum essas dores que a gente abafa e amadurece, como momentos de lucidez doem muitas vezes e só com Deus podemos conviver com outras dores, crescer dói e a gente cresce diariamente, me senti no teu poema, que maravilha a tua escrita, tão sutil, tão soberana, eu adoro passar por aqui, beijos querida.

    ResponderExcluir
  11. oiee, muito bom o texto
    certas coisas não mundo e a vida é uma batalha diária!
    bjusss e bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  12. Guga Fernandes-Mídias Socias26 de agosto de 2011 12:08

    Que legal adorei o post.
    Excelente blog muito bom mesmo parabéns.
    Entre lá no:www.meuestilogugafernandes.com.br
    Confirar tudo que rola no mundo feshion.
    Espero sua visita.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  13. Bonito texto. A fé é realmente um intrumento de conforto. Mesmo grandes mulheres como você, vitoriosas em inúmeras batalhas, precisam de um porto seguro, um farol, para reanimar a caminhada (ou navegação!) dentro dos rumos que lhes cabem.

    ResponderExcluir
  14. Atendi ao seu pedido e à minha promessa! Acabo de postar as memórias das minhas viagens em família. Espero que goste!! beijos pra vc e suas memórias que eu adoro

    ResponderExcluir
  15. Oi, linda, passei p agradecer o carinho de sempre e desejar um fds maravilhoso p vc. Fica com Deus. Bjokas.

    ResponderExcluir
  16. Oiee..

    Viajando pela blogosfera esbarrei no teu blog e achei super bacana!! Vou visitar sempre!! Quando puder, dá uma passadinha para conhecer o meu também:

    http://talktojuh.blogspot.com

    Juh

    ResponderExcluir
  17. oi eva
    ti vi no blog da minha querida eva,do puxe a cadeira, ai vim aqui conhecer seu cantinho,vim pelo nome simpático e boêmio do seu blog,cantinho do café me evoca a memoria risadas,pate papo, enfim só coisas boas!!
    com certeza voltarei outras vezes.
    penso que reconhecer os próprios limites é um sinal de maturidade!

    bacione bella mia!!

    ResponderExcluir
  18. Oi amiga, enfim consegui chegar aqui, uma vontade de tomar café e curtir longos papos com você, é uma alegria ter você por perto, seus comentários, são um privilégio para mim, te acho tão talentosa, amiga, mesmo, me sinto privilegiada quando comentas, sempre tem algo a mais, tem um pouco de ti revelado, adoro essa transparência sutil, parabéns pela rica pessoa que você é, beijos, uma linda semana para você e todos ao teu redor, sintam-se iluminados e felizes, como você, será, Amém! hehe, bjos!

    ResponderExcluir
  19. Oi amada, obrigada pelo carinho, tudo de melhor para você. Venho espiar se tem obra nova, adoro o que escreves, beijos.

    ResponderExcluir